Em sua entrevista à Folha, o ex-procurador Antonio Di Pietro, que comandou a operação Mãos Limpas, disse não ver nenhum problema no fato de Sergio Moro ter abandonado a magistratura para assumir o Ministério da Justiça.

“Cada um tem direito, e o Sergio Moro também, de deixar de ser juiz para se tornar jogador de futebol. Obviamente, deve respeitar a credibilidade da função. Se Moro não tivesse renunciado da magistratura, não teria compactuado com sua escolha.

Mas ele renunciou, então não vai poder voltar nunca mais. É uma escolha legítima. Ele deve ser avaliado pelo que fez como juiz. Vejo como uma forçação dizer: ‘como agora ele é um político, quer dizer que ele não foi bom juiz.”’

Deixe uma resposta