PORTO ALEGRE, RS (UOL/FOLHAPRESS) – A FGF (Federação Gaúcha de Futebol) convocou para esta segunda-feira (16) uma reunião com dirigentes dos 12 clubes que disputam o Campeonato Gaúcho. A conversa visa tratar da suspensão do estadual por tempo indeterminado, em virtude do avanço do coronavírus no Brasil. Grêmio e Internacional apoiam a ideia de adiar as rodadas finais do returno.

Além dos clubes que jogam a primeira divisão, a reunião terá presença de médicos e representantes do Sindicato dos Atletas e Sindicato dos Árbitros. Assim como um integrante da diretoria da RBS TV, emissora detentora dos direitos de transmissão do campeonato.

“Vamos avaliar em conjunto, discutir com os clubes a situação para tomarmos a melhor decisão”, disse Luciano Hocsman, presidente da FGF, à Rádio Guaíba.

O Grêmio, antes e depois do jogo contra o São Luiz-RS neste domingo (15), cobrou que o estadual fosse paralisado. Depois da vitória por 3 a 2, Renato Gaúcho chegou a ameaçar liderar greve.

O Internacional também apoia a suspensão do Campeonato Gaúcho. Nas redes sociais, D’Alessandro e Damián Musto pediram pela suspensão das partidas. No estádio Passo D’Areia, o clube levou menos profissionais do que o habitual em prevenção ao vírus.

Todos os jogos da terceira rodada do segundo turno foram realizados com portões fechados. Mesmo sem torcida, a dupla Gre-Nal e o Sindicato dos Atletas entendem que o risco de contágio existe e precisa ser considerado.PUBLICIDADE

No próximo final de semana, está programado Gre-Nal no estádio Beira-Rio. O terceiro clássico, neste momento, está confirmado sem público.

O Campeonato Gaúcho de 2020 voltou a ser disputado em dois turnos. O Caxias venceu o Grêmio na final e ficou com título da Taça Ewaldo Poeta, garantindo vaga em eventual decisão. Caso o clube da Serra vença também o segundo turno, é proclamado campeão estadual de forma antecipada.

Deixe uma resposta